Arquivo do autor:Alexandre Caldas

Previdência – Proposta fraca e atrasada

photo-by-simon-wijers

Por Alexandre Caldas*

Lembro que na década de 90 boa parte dos países já trabalhava para mudar a idade mínima da aposentadoria para 65 anos. O Brasil perdeu o bonde e, passados quase 30 anos, vê que a sociedade ainda tem dificuldade em aceitar que é preciso trabalhar alguns anos a mais para garantir benefícios a todos. Continuamos insistindo culturalmente em não trabalhar um pouco mais. Não é ir até os 80 anos no mercado de trabalho. Mas com essa proposta, muitas pessoas ainda vão se aposentar com cerca de 55 anos. Isso é muito pouco, mesmo considerando categorias como exército e policiais.

A proposta iniciada em 1995 e aprovada só em 1998 previa mudanças que tivessem efeito no longo prazo, mas a desidratação foi tão grande durante as negociações no Congresso Nacional que o resultado caiu para metade. Queríamos uma reforma para ter economia para 20 anos ou 30 anos. A que conseguimos aprovar teve efeito por uns dez anos. Houve um desgaste muito grande no Congresso, naquela época.

Avaliando a realidade atual é natural que esse tipo de proposta sofra uma desidratação de 30% a 40%. No entanto, dada a situação das contas públicas, será um desastre se essa magnitude de corte ocorrer na atual proposta.

A proposta inicial é muito boa, mas não houve negociação prévia e por isto se optou por uma proposta abrangente. Será relevante, partir de agora, aprovar esta mesma proposta durante o processo negocial.

Entendo que seja uma proposta que já chega fraca e atrasada. A idade mínima proposta é de 65 anos para homens e 62 para mulheres, mas com uma regra de transição de 12 anos. Vamos demorar para chegar a idade que quase todo mundo já pratica há 20 anos.

Alexandre Caldas
alexandre.caldas@ceolab.net

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...